Enem 2015: mais uma realização do show de irresponsabilidade dos alunos brasileiros – Por Cristiane Lopes*

Compartilhe esta postagem:

Chegamos ao final de mais uma realização da prova do ENEM e, infelizmente, o show de horrores decorrente da irresponsabilidade e necessidade do espetáculo para adentrar no modismo da internet se repetiu. E as redes sociais, óbvio, tiram proveito da situação para fazerem piadas, gifs e memes.

► COMPARTILHE NO FACEBOOK

► COMPARTILHE VIA WHATSAPP

Os atrasos dos aspirantes a universitários tornou-se uma constante nos dias que a prova é aplicada, principalmente no primeiro dia, que, por inúmeros motivos os estudantes tentam justificar o atraso. Sejam por motivos tidos como sérios, os fúteis, os improváveis e os “de zoeira”.

Com a cobertura de sites e emissoras de Rádio e TV pudemos saber as justificativas dos atrasos. Na vertente dos motivos sérios: uma estudante sofreu um acidente de moto e com isso não conseguiu chegar ao local da prova. Outro culpou o engarrafamento, mas vale ressaltar que o trânsito é hostil para todos não é?

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

No seguimento das abordagens fúteis temos incalculáveis motivos: dormiu demais, saiu tarde de casa e temos ainda um estudante que abdicou da prova para ir ao show da estrela internacional Ariana Grande. Futilidades que foram empecilhos e motivos para muitos estudantes não conseguirem fazer ou desistir da prova.

Dentre os improváveis, chama atenção um casal que saiu para lanchar e quando retornou os portões já haviam sido fechados, pois não tiveram a brilhante ideia de comprar o lanche e levar para dentro da escola onde a prova viria a ser realizada. Afinal, deve ser muito difícil racionar… Só pode!

Por mais inacreditável que possa parecer, existem os que se atrasam pela zoeira, isso mesmo, pela zoeira. Chegam atrasados de forma proposital com as justificativas mais sórdidas para extraírem risos das pessoas e conseguirem seus minutos de fama nas piadas, memes e gifs das redes sociais.

Atrasos decorrem da irresponsabilidade. Não existe algo que justifique isso! Os estudantes passam por anos de preparo para realizar o vestibular, são meses sem dormir direito, sem ir para festas e ainda com investimento por parte dos pais, que pagam cursinhos e compram materiais didáticos visando aprovação dos filhos.

Existem ainda aqueles que são filhos de pais que não podem pagar bons cursinhos, boas escolas e comprar materiais didáticos, mesmo assim chegam atrasados e perdem a chance de entrar na universidade e trilhar um caminho de pleno desenvolvimento para eles e suas famílias.

Temos ainda o modismo de ser “famosinho” na internet, onde muitos jovens lutam por minutos de fama, têm ganância por seguidores e curtidas. E enxergaram no Enem uma forma de chamar atenção, por isso se atrasam de forma proposital somente para ficar entre os assuntos mais comentados.

É deprimente ver a forma como os jovens lidam com tanta indiferença em relação à chance de mudar e melhorar sua realidade, minimizando a grandeza da educação e valorizando a futilidade, fato que só vem a contribuir para a falta de respeito, compreensão e educação da maioria dos brasileiros.

A educação é meio de “cidadanizar” alunos para que eles possam transformar a realidade social de nosso país. Todavia, isso será possível somente a partir do momento que a educação passar a ser valorizada. Por isso, é preciso fazer do ENEM um show educativo, com realização de sonhos e não de irresponsabilidade.

*Cristiane Lopes é acadêmica do 7º período do curso de Pedagogia- CESB/UEMA, estagiária na Supervisão Pedagógica no SENAC-BAC, colunista do site Castro Digital e dos blogs Atitude Motivacional e PIBID Foco e Ação-UFMA. “Educadora enquanto profissão, Psicóloga de coração e Escritora por amor.”

Compartilhe esta postagem:

Sobre o autor | Website

Blogueiro há 11 anos da área de Educação e Concursos, já publiquei mais de 5 mil notícias neste site; Jornalista Técnico (Registro Nº 1102-MA - Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Maranhão - SRTE-MA).

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!