Paralisação de professores do Maranhão nesta quarta, 15 de abril, contra Projeto de Lei 4330/2004

Compartilhe esta postagem:

A paralisação de diversos profissionais nesta quarta-feira, 15 de abril de 2015, convocada pelas centrais sindicais, trata-se de um protesto contra o Projeto de Lei 4330/2004, aprovado por 324 deputados federais na semana passada. No Maranhão, com apoio do Sinproesemma (Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica das Redes Públicas Estadual e Municipais do Estado do Maranhão), os professores das redes estaduais e municipais também paralisam as atividades como forma de pressionar a derrubada do projeto no Senado Federal.

COMPARTILHE NO FACEBOOK

Em São Luís – MA, nesta quarta haverá manifestação em frente à Universidade Federal do Maranhão (UFMA), a partir das 6h. A intenção dos sindicalistas é dialogar com os estudantes, servidores e também com os trabalhadores que passam pela região diariamente.

Às 9h, outra manifestação será realizada em frente à Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema), na Cohama, onde os trabalhadores vão mostrar a insatisfação com os empresários que estão apoiando o PL.

O que é o PL 4330?

O Projeto de Lei PL 4330, aprovado pela Câmara, legaliza, por exemplo, a terceirização dos serviços públicos pelas prefeituras e governos estaduais. Dessa forma, os concursos públicos, garantidos pela Constituição, poderão ser substituídos pela contratação de empresas para fornecer servidores.

Essas empresas vão pagar salários menores, não garantirão carreiras e ainda poderão demitir os trabalhadores, sem garantir o pagamento de direitos trabalhistas, como ocorre nas prestadores de serviços de limpeza e segurança.

Informações do Sinproesemma (Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica das Redes
Públicas Estadual e Municipais do Estado do Maranhão)

Compartilhe esta postagem:

Sobre o autor | Website

Blogueiro há 11 anos da área de Educação e Concursos, Jornalista Técnico (Registro Nº 1102-MA - Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Maranhão - SRTE-MA).

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!