Morre universitário do Maranhão com 95% do corpo queimado na Bolívia em explosão de gás

Compartilhe esta postagem:

O estudante José Antonio Francisco da Costa (22 anos), natural de São Mateus do Maranhão, teve 95% do corpo queimado nesta quarta-feira (21) após o botijão de gás explodir no apartamento em que morava. Ele teve queimaduras de terceiro grau e inalou muita fumaça, foi levado para UTI em estado grave. Mas não resistiu aos ferimentos e morreu nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira (22).

Compartilhe no Facebook

José Antonio era acadêmico do 6º período de medicina na Universidade Técnica Privada Cosmo (UNITEPC) em Cochabamba na Bolívia. No momento da explosão, ele estava no quarto usando um notebook. Desesperado para apagar as chamas, correu para o banheiro em busca de água. Os vizinhos ouviram o barulho e foram ao local para ajudá-lo.

Bombeiros explicaram que um vazamento de gás provocou a explosão. O especialista no cuidado de pacientes com queimaduras, Oscar Romero, examinou a vítima e confirmou que ele tem 95 por cento de seu corpo queimado. Só os órgãos genitais e as solas dos pés estão livres de lesões.

O estudante sofreu queimaduras de terceiro grau profundas. Três de seus primos estiveram na clínica e teriam demonstrado interesse em trazê-lo para o Brasil. Entretanto, Romero disse que a gravidade do caso é a mesma em qualquer lugar do mundo, e ninguém poderia garantir a sua recuperação. Devido a fumaça inalada o jovem tinha dificuldade para respirar.

________________________________

Com informações e foto do site Opinion.com.bo.

Compartilhe esta postagem:

Sobre o autor | Website

Blogueiro há 11 anos da área de Educação e Concursos, Jornalista Técnico (Registro Nº 1102-MA - Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Maranhão - SRTE-MA).

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!