Como pagar contas com os bancários em greve a partir de terça-feira (18)

Compartilhe esta postagem:

Os bancários de bancos públicos e privados de todo o país entram em greve a partir desta terça-feira (18) por tempo indeterminado. Quem tem contas para pagar ou outras pendências para resolver no banco deve seguir as orientações abaixo repassadas pelo Instituto Brasileiro de Estudo e Defesa das Relações de Consumo (Ibedec).

Uma das formas de quitar as contas é via internet, afinal todos os bancos possuem sites que permitem o pagamento de faturas. Mas nesta opção, o cliente deve tomar cuidado e acessar apenas de computador próprio, protegido com programa antivírus.

Caixas eletrônicos, também, funcionarão durante a paralisação e podem receber o pagamento de contas com o código de barras e serem usados para saques. Os bancários garantem que as máquinas não deixarão de ser reabastecidas com dinheiro. As lotéricas são outra saída para pagar contas, embora, devam ficar lotadas no período de paralisação. Elas recebem a maioria dos boletos bancários, contas e tributos.

Nas farmácias é possível pagar várias contas, desde que seja em dinheiro. O consumidor deve ficar atento para a possibilidade de filas nesses locais, no caso de a greve se estender.

As faturas de energia elétrica e de água podem ser quitadas em estabelecimentos credenciados às companhias fornecedoras. Como os depósitos ficarão restritos aos caixas eletrônicos, o Ibedec alerta para que os clientes busquem envelopes de depósitos nos bancos, porque em outras greves eles acabaram e não foram repostos.

Caso o cliente tenha um boleto que possa ser pago apenas em um determinado banco e este esteja fechado, a orientação é entrar em contato com a empresa que emitiu o boleto, para saber como proceder.

Os saques, também, devem ser prejudicados. Por isso, quem puder deve sacar algum dinheiro hoje para não ficar sem dinheiro. Aconselha-se, também, o uso de cartões de débito nas compras.

Com essa greve, os bancários reivindicam maior participação nos lucors das instituições financeiras e um aumento salarial de 10%, mas os bancos estão oferecendo apenas 6%.

Compartilhe esta postagem:

Sobre o autor | Website

Blogueiro há 11 anos da área de Educação e Concursos, Jornalista Técnico (Registro Nº 1102-MA - Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Maranhão - SRTE-MA).

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!