Prefeitura de Bacabal deixa população sem internet e telefone fixo

Compartilhe esta postagem:

Como se já não bastasse os péssimos serviços de internet oferecidos na cidade, a Prefeitura de Bacabal resolveu dá uma grande contribuição para que parte da população ficasse sem internet e sem telefone fixo.

Operários da Secretaria de Obras de Bacabal, na tarde de sexta-feira (8), serraram e arrancaram a força uma central telefônica da Oi, empresa que fornece internet Velox e telefonia fixa na cidade. A central estava localizada na Praça São José (Praça do Bolo), que está sendo reformada. A obra deveria ter sido entregue dia 17 de abril, aniversário de Bacabal, mas até agora nada.

Cerca de 1.200 pessoas da área do centro de Bacabal (rua Osvaldo Cruz e proximidades) estão sem internet e sem telefone fixo. O problema não atingiu somente residências, mas também diversos comércios e empresas da região.

Comente esta notícia com seu perfil do Facebook ou Google/Blogger.

A central telefônica, popularmente chamda de “armário”, é um local onde se encontram todos os cabos telefônicos de uma determinada região. Depois de arrancada, o armário foi levado para um lixão na Secretaria de Obras. Os técnicos da Oi já estão no local, tentando reinstalar a central e reconectar as centenas de cabos quebrados das linhas telefônicas.

Segundo os técnicos, a Prefeitura já havia solicitado que a Oi retirasse a central da área da praça, mas o processo é lento para encontrar um local e fazer a mudança. Como o pedido não foi atendido, a Prefeitura resolveu arrancar a força. Se não fosse os prejuízos causados a diversos consumidores, o fato seria até hilário, considerando que grandes empresas como a Oi, frequentemente desrespeitam e não atendem aos pedidos dos clientes a tempo e de forma satisfatória.

___________________________

Fotos: Blog do Louremar Fernandes.

Compartilhe esta postagem:

Sobre o autor | Website

Blogueiro há 11 anos da área de Educação e Concursos, Jornalista Técnico (Registro Nº 1102-MA - Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Maranhão - SRTE-MA).

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!