Maranhão realiza Semana de Ciência e Tecnologia

Compartilhe esta postagem:

O Maranhão realiza a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) e a II Mostra Científica Maranhense, parte da programação da Semana, que acontece em todo o Brasil, de segunda-feira (17) a sábado (22). O evento acontece numa área de 7.000 metros quadrados, 38 estandes, cinco auditórios e várias tendas, onde serão realizadas atividades, palestras, exposições de pôsteres e protótipos de inovação e minicursos. A abertura acontece às 16h, pela secretária de Estado de Ciência e Tecnologia (Sectec), Olga Simão, e pela diretora-presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Cientifico e Tecnológico do Maranhão (Fapema), Rosane Nassar Meireles Guerra.

Às vésperas do quarto centenário de São Luís, a capital maranhense será homenageada na mostra científica por meio de uma mesa multi-touch, na qual os participantes poderão fazer um passeio virtual pelo Centro Histórico da cidade, sendo essa uma das novidades na programação deste ano. Em São Luís, a cidade da ciência e tecnologia será montada no estacionamento do São Luís Shopping. O evento é uma realização do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Ciência e Tecnologia (Sectec), e da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema).

O tema tratado este ano será “Mudanças climáticas, desastres naturais e prevenções de risco”. “Uma oportunidade para que o desenvolvimento seja pensado de forma sustentável, principalmente no Maranhão, onde o crescimento industrial precisa ser planejado a fim de que possíveis danos ambientais possam ser evitados”, observou a secretária Olga Simão destacando que a preservação ambiental é uma das grandes preocupações do governo.

ATRAÇÕES

A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, só no Maranhão, espera receber mais de 20 mil pessoas. Todo esse público será atraído por uma vasta programação, que envolve tecnologia, inovação e interatividade. Dentre as ações, um cubo mágico interativo, que escaneia pessoas e faz projeções tridimensionais, transformando-as em avatares no mundo virtual. O planetário, que foi uma das atrações mais procuradas pelos estudantes na última edição da Semana, estará de volta. “Queremos criar ambientes de aproximação da sociedade com a ciência e tecnologia, que são estratégicas para se promover o desenvolvimento”, destacou Rosane Guerra, diretora-presidente da Fapema.

Outra atividade que promete atrair as atenções é a “Noite no Museu”, que tem a parceria do Centro de Pesquisa de História Natural e Arqueologia do Maranhão. O objetivo é motivar os jovens a exercitarem a leitura, a escrita e o desenho. Para tanto, os participantes contarão com o auxílio de monitores, que irão conduzi-los em uma viagem ao passado remoto há cerca de 95 milhões de anos, quando o Maranhão era povoado por dinossauros, répteis voadores, crocodilos de 50 cm a 6 metros de comprimento e inúmeros outros habitantes pouco conhecidos. Além disso, a atividade contará com dramatizações das lendas maranhenses e um painel interativo.

EXPECTATIVA

O Maranhão tem a grande responsabilidade de superar os resultados da SNCT de 2010, quando, de acordo com o Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), ocupou o 3º lugar no ranking dos estados do Nordeste e 8º lugar no Brasil em número de atividades durante os sete dias de realização da Semana, com 350 ações no total.

O principal objetivo do evento é mobilizar a população, em especial crianças e jovens, em torno de temas e atividades de ciência e tecnologia, valorizando a criatividade, a atitude científica e a inovação. “Será um evento grandioso que busca difundir o conhecimento científico e inovações tecnológicas por meio de trabalhos e experiências”, afirmou Olga Simão, secretária de Estado da Ciência e Tecnologia.

O evento é aberto ao público e reúne instituições de ensino e pesquisa, universidades, professores e pesquisadores para discutir o tema da Semana e sugerir medidas preventivas mais adequadas a serem adotadas em escala local e global.

INTERAÇÃO

Este ano, todos os municípios do Maranhão foram convidados a participar do evento. A Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia e a Fapema fizeram um chamamento para que os prefeitos também realizassem atividades em suas cidades.

Os municípios interessados receberam incentivos do Governo do Estado. Caxias, Chapadinha e Bacabal, por exemplo, realizarão atividades com o apoio da Fapema. Os projetos foram aprovados por meio do edital de incentivo Programa de Apoio à Popularização da Ciência e Tecnologia/Semana Nacional De Ciência e Tecnologia – SCT, que contemplou 15 projetos com recursos que variaram de R$ 2 mil a R$ 4 mil.

O evento tem como parceiros nesta edição as secretarias de estado de Meio Ambiente (Sema), Educação (Seduc), Segurança Pública (SSP), Corpo de Bombeiros, as Universidades Federal (Ufma) e Estadual do Maranhão (Uema), Uniceuma, Instituto Federal do Maranhão (Ifma), CEST, Faculdade São Luís, Instituo Florence, entre outras instituições de ensino superior. São, também, parceiros na realização do evento a Vale, Alumar, Eletronorte, Suzano, Renosa e o Centro de Lançamento de Alcântara (CLA).
________________
Informações da Assessoria de Comunicação do Governo do Maranhão.

RECOMENDE ESTA NOTÍCIA PARA SEUS AMIGOS NO FACEBOOK

Compartilhe esta postagem:

Sobre o autor | Website

Blogueiro há 11 anos da área de Educação e Concursos, já publiquei mais de 5 mil notícias neste site; Jornalista Técnico (Registro Nº 1102-MA - Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Maranhão - SRTE-MA).

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!