Aumentam crimes virtuais no Facebook, alertam especialistas

Compartilhe esta postagem:

 Especialistas alertam que o número de crimes cibernéticos cometidos
por meio do Facebook tem aumentado. A maioria dos casos envolve fraudes,
bullying e golpes de falsidade ideológica. Em menor quantidade, também
ocorrem casos de distribuição de softwares que roubam senhas e dados
bancários.

Apesar do rápido crescimento na taxa de crimes cibernéticos facilitados
pela rede social, o que mais preocupa os especialistas é o uso das novas
tecnologias na elaboração de crimes cada vez mais sofisticados.
Predadores sexuais sempre tiraram proveito do anonimato da internet e já
há registros de ladrões que monitoram dados de GPS postados por
usuários em seus perfis para saberem quando potenciais vítimas estão
fora da cidade.

De acordo com Paul Zak, professor da universidade Claremont College, nos
Estados Unidos, golpistas preferem usar a internet para enganar pessoas
para evitar o contato pessoal com elas. “É mais fácil prejudicar alguém
quando não está olhando para esta pessoa”, disse o professor. Segundo
ele, pesquisas em neurociência mostram que violações morais são menos
comuns em interações pessoais porque se cria uma empatia maior com quem
se vê ao vivo.

Para Ioana Jelea, especialista em comunicação da BitDefender, empresa
que desenvolve antivírus, a internet é um campo prolífico para crimes
porque os golpistas aprenderam a utilizar ferramentas legítimas do
Facebook de maneira convincente em situações fraudulentas. Para ela, os
usuários também precisam aprender mais sobre as políticas de privacidade
e as ferramentas de segurança da rede social.
________________
Referência: terra.

RECOMENDE ESTA NOTÍCIA PARA SEUS AMIGOS NO FACEBOOK

Compartilhe esta postagem:

Sobre o autor | Website

Blogueiro há 11 anos da área de Educação e Concursos, Jornalista Técnico (Registro Nº 1102-MA - Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Maranhão - SRTE-MA).

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!