Prefeitura de Bacabal faz propaganda mentirosa sobre saúde da cidade

Compartilhe esta postagem:

Considerando que “A propaganda é a alma do negócio”, o investimento em mídias feito por empresas e orgãos públicos atualmente é muito alto. Na maioria das vezes essas propagandas não passam de mentiras descaradas para enganar e manipular a população. É o caso da Prefeitura da cidade de Bacabal que está veiculando na mídia local (rádio e tv) uma propaganda totalmente mentirosa sobre a saúde pública do município.

A propaganda diz: “A cidade de Bacabal tem atualmente um dos melhores sistemas de saúde do Maranhão. As cirurgias de média e alta complexidade que só eram realizadas nas grandes capitais são feitas aqui mesmo em nosso município , isso diariamente.” Algumas pessoas entrevistadas afirmam que “Fui muito bem atendida, não demorou nada”, “O hospital é muito bom e todo mundo sabe disso”, “O atendimento é ótimo”. No final, a publicidade diz: “Na saúde de Bacabal você pode confiar.”

CONFIRA NO PLAYER ABAIXO A PROPAGANDA MENTIROSA DA PREFEITURA DE BACABAL SOBRE A SAÚDE PÚBLICA

Quem conhece a cidade de Bacabal sabe que nada do que fala essa peça publicitária é verdade. A saúde de Bacabal já foi até caso de polícia diversas vezes, exatamente pela péssima qualidade.
________________
Referência: áudio disponibilizado por Blog do Louremar.

RECOMENDE ESTA NOTÍCIA PARA SEUS AMIGOS NO FACEBOOK

Compartilhe esta postagem:

Sobre o autor | Website

Blogueiro há 11 anos da área de Educação e Concursos, já publiquei mais de 5 mil notícias neste site; Jornalista Técnico (Registro Nº 1102-MA - Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Maranhão - SRTE-MA).

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

1 Comentário

  1. Filipe Cunha disse:

    Isso é um desrespeito com os munícipes, já não basta ter que tolerar os descasos, e ainda ouvir propagandas igual a essa.

    Espero que a população tenha consciência nas eleições municipais 2012 para escolher um gestor com capacidade superior, e vamos descartar a ideia de eleger um latifundiário!