OGX confirma ter encontrado petróleo em Bacabal

Compartilhe esta postagem:

Em reunião realizada na cidade de Capinzal do Norte a empresa confirmou ter encontrado grande quantidade de petróleo na cidade de Bacabal. Ainda não foi confirmada a quantidade exata mas estima-se que seja suficiente para colocar o Maranhão definitivamente no mapa dos grandes produtores de petróleo do Brasil. A notícia foi confirmada na quinta-feira (16) pelo Secretário de Estado de Minas e Energia, Ricardro Guterres, em palestra realizada para os alunos de Petróleo e Gás do Uniceuma, ele que também participou da reunião em Capinzal do Norte onde foi anunciada a descoberta.

A OGX Maranhão recebeu da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema) licença prévia para perfuração (LPper) de poço exploratório de petróleo e gás nas fazendas São Bartolomeu (bloco BT-PN-08) e Torrão (bloco BT-PN-05), em Santo Antonio dos Lopes e Bacabal, respectivamente, ambas localizadas na Bacia do Parnaíba.

A OGX Maranhão amplia suas atividades de perfuração de poços, até então limitado a Capinzal do Norte, Santo Antonio dos Lopes e Lima Campos ,agora também ao município de Bacabal.

A OGX Maranhão informou ainda que recebeu da Sema licenças prévia (LP), de instalação (LI) e de Operação (LO) para a realização de atividades de pesquisa sísmica nos setes blocos que detém na Bacia do Parnaíba, incluindo os municípios de Brejo de Areia, Jenipapo dos Vieiras, Lago Verde, Olho d’Água das Cunhãs, Pio XII, Lagoa Grande do Maranhão, Santa Inês e Satubinha.

Com essas licenças, a OGX amplia seu plano de negócios para a Bacia do Parnaíba, onde a empresa pretende investir US$ 340 milhões em atividades de perfuração e US$ 110 milhões com instalações – que incluem sistema de captação (linhas e manifolds), produção para gás seco e gasoduto curto.

A campanha exploratória da OGX na Bacia do Parnaíba teve início em setembro de 2009. Até abril de 2011, já haviam sido perfurados quatro poços, todos do bloco PN-T-68, dos quais dois – as acumulações Califórnia (agora denominada de Campo de Gavião Azul) e Fazenda São José (Campo Gavião Real) -, tiveram comercialidade de gás natural das descobertas declarada à Agência Nacional do Petróleo (ANP).

Esses dois campos (Gavião Real e Gavião Azul) serão os primeiros a produzir gás natural, a partir do segundo semestre de 2012. As acumulações deverão atingir uma produção bruta de 5,7 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia (aproximadamente 200 milhões de pés cúbico/dia), ou cerca de 36 mil barris de óleo equivalente por dia (boepd) em 2013 (aproximadamente 15.000 boepd líquido para a participação da OGX).

Atualmente, as atividades da OGX Maranhão contam com duas sondas operando em paralelo e uma terceira será contratada ainda este ano. Até 2013, a empresa planeja perfurar 15 poços na Bacia do Parnaíba.

A OGX Maranhão é uma sociedade de propósito específico, em que a OGX S.A. detém 66,7% e a MPX, 33,3%, conforme comunicado divulgado em setembro de 2009. Um Memorando de Entendimentos firmado à época formalizou a intenção de celebrar um acordo de fornecimento de gás natural pela OGX Maranhão para usinas termelétricas a serem desenvolvidas pela MPX.
________________
Referência: Maranhão Maravilha.

RECOMENDE ESTA NOTÍCIA PARA SEUS AMIGOS NO FACEBOOK

Compartilhe esta postagem:

Sobre o autor | Website

Blogueiro há 11 anos da área de Educação e Concursos, Jornalista Técnico (Registro Nº 1102-MA - Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Maranhão - SRTE-MA).

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!