Trizidela do Vale tem mais de 6 mil desabrigados das enchentes do rio Mearim em 2011

Compartilhe esta postagem:

A situação da cidade de Trizidela do Vale – MA é bastante crítica por causa das enchentes. Até esta quarta-feira (2), já foram contabilizadas mais de 6.300 pessoas desabrigadas pelas cheias do rio Mearim.

A maior enchente já enfrentada pela cidade foi em 2009, mas parece que agora em 2011 essa fato se repetirá. Os moradores dizem que nos últimos dois dias a água do rio Mearim subiu muito rápido.

Choveu durante toda segunda-feira (28) e só parou na terça (1º). Trizidela do Vale está sendo arrasada pelas águas. Comércios, postos de saúde, escolas… Tudo fechado sem funcionar. As cerca de 6 mil pessoas desabrigadas estão sendo levadas para o residencial Monte Cristo numa área alta da cidade.

Mas o local onde essas pessoas estão sendo abrigadas passa por problemas. Segundo informações do Blog do Louremar Fernandes: “As casas onde as famílias estão sendo abrigadas possuem rachaduras e os moradores estão intranqüilos, com medo das casas desabarem nas próprias cabeças. Hoje chegou uma equipe do Corpo de Bombeiros para auxiliar o trabalho da Defesa Civil. O prefeito Jânio Balé foi ontem pedir auxílio ao prefeito da vizinha cidade de Bernardo do Mearim. Recebeu um não como resposta. O prefeito de Bernardo disse que já tem problemas suficientes com as chuvas na sua região”.

VEJA ALGUMAS FOTOS DA ENCHENTE DO RIO MEARIM EM TRIZIDELA DO VALE
Clique na imagem para ampliar – Crédito das fotos: Blog do Louremar Fernandes.

IMAGEM - Enchente do rio Mearim em Trizidela do Vale

IMAGEM - Enchente do rio Mearim em Trizidela do Vale

IMAGEM - Enchente do rio Mearim em Trizidela do Vale

RECOMENDE ESTA NOTÍCIA PARA SEUS AMIGOS NO FACEBOOK


CADASTRE SEU E-MAIL E RECEBA AS ATUALIZAÇÕES DO SITE

Compartilhe esta postagem:

Sobre o autor | Website

Blogueiro há 11 anos da área de Educação e Concursos, já publiquei mais de 5 mil notícias neste site; Jornalista Técnico (Registro Nº 1102-MA - Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Maranhão - SRTE-MA).

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!