Enchentes de 2011 começam a atingir cidades do Maranhão

Compartilhe esta postagem:

As enchentes deste ano de 2011 já começam a desabrigar famílias em pelo menos quatro cidades do Maranhão – Bacabal, Trizidela do Vale e São Luis Gonzaga – todas banhadas pelo rio Mearim.

Nos últimos dois dias as chuvas têm atingido fortemente a região da cidade de Barra do Corda no Maranhão. Na manhã desta terça-feira (1º), segundo a Defesa Civil Estadual, o nível do rio Mearim subiu cerca de cinco metros. Com isso, quase mil famílias já tiveram que deixar suas casas nas cidades afetadas.

Em Pedreiras, a Defesa Civil contabiliza 120 famílias fora de casa, e em Bacabal, o número pode chegar a 30. A cidade de São Luís Gonzaga do Maranhão também registrou prejuízos causados pela cheia do rio, e 15 famílias tiveram que deixar suas casas.

TRIZIDELA DO VALE É A CIDADE MAIS AFETADA PELAS ENCHENTES

Trizidela do Vale é a cidade do Maranhão mais afetada pelas enchentes, cerca de 900 famílias já tiveram que sair de casa, mas o total de famílias atingidos pelas enchentes já chega perto de 3 mil. Com quase 19 mil habitantes, a cidade deve decretar situação de emergência nos próximos dias, segundo a Defesa Civil. Em 2009 a cidade foi totalmente arrasada pelas enchentes.

Segundo o vice-prefeito do município, Fred Maia, a situação na região baixa de Trizidela do Vale está bem complicada. “Desde a 1h de hoje (terça-feira), estamos tentando retirar as famílias dessas áreas. Mas só com os carros que temos aqui, não será suficiente. Eu estou aqui em uma caçamba, preso, porque estava tirando os móveis de uma família, mas o veículo ‘morreu'”, disse ele.

São 40 carros disponibilizados pela Prefeitura de Trizidela do Vale, contudo, aproximadamente, três mil famílias foram atingidas pela enchente. “O nível do rio estava normal até ontem à noite. É impressionante a rapidez com que ele transbordou. Já acionamos a Defesa Civil e estamos aguardando”, declarou Fred Maia. Desde as 20h dessa segunda-feira (28), chove forte em Trizidela do Vale.

A famílias, segundo o vice-prefeito do município, estão sendo alojadas em galpões ou em casas de parentes.

Em 2009, a situação na região de Trizidela do Vale e Pedreiras foi bastante grave com a enchente do rio Mearim. Com as chuvas dos primeiros meses daquele ano, o nível do rio subiu seis metros e deixou, só em Trizidela do Vale, 18 mil famílias desabrigadas. A água do Mearim chegou a cobrir agências bancárias, Correios, cemitério, farmácias, telefones públicos, postes de energia elétrica e um estação da Caema.

CHEIA DO RIO MEARIM É COMUM NESSA ÉPOCA

Segundo a Defesa Civil, a cheia do Rio Mearim é comum nesta época do ano, mas não costuma deixar feridos. “Como os prejuízos são causados pela cheia do rio, e não por temporais, a enchente é gradual e temos tempo de retirar as famílias das áreas afetadas”, diz o major Manoel Teixeira, chefe da divisão de planejamento da Defesa Civil do Maranhão.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) alerta para a possibilidade de novos temporais, com risco de trovoadas e rajadas de ventos, em áreas isoladas do Maranhão nesta terça-feira.
_____________________
Com algumas informações do IMirante e Portal G1.

RECOMENDE ESTA NOTÍCIA PARA SEUS AMIGOS NO FACEBOOK


CADASTRE SEU E-MAIL E RECEBA AS ATUALIZAÇÕES DO SITE

Compartilhe esta postagem:

Sobre o autor | Website

Blogueiro há 11 anos da área de Educação e Concursos, Jornalista Técnico (Registro Nº 1102-MA - Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Maranhão - SRTE-MA).

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!