Fundador do Wikileaks é escolhido o ‘homem do ano’ por jornal francês

Compartilhe esta postagem:

A redação e internautas do jornal francês “Le Monde” escolheram Julian Assange, fundador do Wikileaks, como o “homem do ano”. O jornal dedicará a capa e um artigo biográfico a Assange em seu suplemento semanal, que será publicado nesta sexta-feira (24).

Os internautas do “Le Monde” elegeram Assange como “homem do ano”, com 56,2% dos votos, na frente do prêmio Nobel da Paz Liu Xiaobo (22,3%) e do americano Mark Zuckerberg (6,9%), fundador do Facebook.

O “Le Monde” é um dos cinco grandes jornais ocidentais (junto com o “The New York Times”, “The Guardian”, “El País” e “Der Spiegel”) que se associou com o WikiLeaks para publicar milhares de documentos secretos da diplomacia americana.

Assange, que passou nove dias em uma prisão britânica no início de dezembro, encontra-se atualmente em liberdade condicional com a ameaça de ser extraditado à Suécia, país que o persegue por supostos crimes de agressões sexuais contra duas mulheres, que o acusam de impor relações sexuais sem preservativo.

A revista americana Time nomeou na última semana Mark Zuckerberg como “homem do ano”, apesar dos leitores da publicação terem escolhido Assange.

RECOMENDE O SITE PARA SEUS AMIGOS NO FACEBOOK


CADASTRE SEU E-MAIL E RECEBA AS ATUALIZAÇÕES DO SITE

Compartilhe esta postagem:

Sobre o autor | Website

Blogueiro há 11 anos da área de Educação e Concursos, já publiquei mais de 5 mil notícias neste site; Jornalista Técnico (Registro Nº 1102-MA - Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Maranhão - SRTE-MA).

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!