Guerra judicial nas eleições para reitor da UEMA

Compartilhe esta postagem:

A juíza da Primeira Vara da Fazenda Pública, Luiza Medeiros, expediu na tarde desta sexta-feira (26) uma liminar suspendendo o processo eleitoral para reitor e vice-reitor da Universidade Estadual do Maranhão – UEMA. A decisão atende a um pedido do Sindicato dos Servidores da Uema.

A mesma magistrada havia dado liminar na segunda-feira cassando a candidatura do atual reitor José Augusto Oliveira por ele concorrer a uma terceira eleição consecutiva. Na terça-feira essa liminar foi cassada pela desembargadora Nelma Sarney. Já na quarta-feira a desembargadora Maria das Graças Duarte Mendes revogou a decisão de Nelma Sarney e manteve a decisão de cassação da candidatura de José Augusto dada pela juíza Luiza Medeiros.

Agora, com essa nova decisão judicial de hoje, a eleição 2010 para reitor e vice-reitor da UEMA permanece suspensa até que seja julgado o mérito da questão se José Augusto Oliveira pode ou não se reeleger pela terceira vez. Pela liminar dada hoje, estão proibidos a divulgação de resultados, e contagem de votos.

DENÚNCIAS DE FRAUDES NAS ELEIÇÕES 2010 PARA REITOR E VICE-REITOR DA UEMA

Alem de toda essa briga judicial, há denúncias de fraudes nas eleições para reitor da UEMA. O profesor Henrique Mariano, denunciou que a lista de eleitores foi fraudada na última hora. Segundo ele: “Uma universidade não pode servir de laboratório para o malfeito. Deve ser um bom exemplo para a sociedade, a começar dando aulas de cidadania a seus alunos. A lista de votantes depositada na 5ª. Vara da Fazenda Pública era uma e a encaminhada pela Comissão Eleitoral para os locais de votação foi outra,engordada com quase 400 nomes de professores contratados.” Como exemplo, o professor citou a votação em Açailândia, que pela lista dos eleitores, votaria apenas um professor, mas na apuração pareceram 18 votos.

VOTOS NÃO VALEM NADA

No sistema de eleições para reitor e vice-reitor da UEMA, o peso dos votos é diferente: votos dos professores valem 70% e de alunos e funcionários 15% cada. Com todas essas decisões judiciais, o que se pode concluir é que o voto de ninguém vale mais nada. Pelo menos nestas eleições 2010, a decisão final será dada pela canetada de um juiz(a).

Acesse também:
• Quem vai dirigir o Centro de Estudos Superiores de Bacabal?

CADASTRE SEU E-MAIL E RECEBA AS ATUALIZAÇÕES DO SITE

Compartilhe esta postagem:

Sobre o autor | Website

Blogueiro há 11 anos da área de Educação e Concursos, Jornalista Técnico (Registro Nº 1102-MA - Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Maranhão - SRTE-MA).

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!