Tecnologia ajuda comunidades isoladas do MA a votarem

Compartilhe esta postagem:

Apesar do mundo moderno e bastante evolução tecnologica, ainda existem muitas comunidades isoladas, onde não existe nem energia elétrica. Algumas dessas comunidades estão localizadas em 11 ilhas remotas espalhadas pelos 640 km do litoral do Maranhão. Os 3.135 eleitores dessas comunidades só votam graças a uma tecnologia que vai muito além da urna eletrônica.

Os mesários e técnicos da Justiça Eleitoral chegam a essas ilhas de barcom com a ajuda da Marinha. Com eles, vão quilos e quilos de parafernalha tecnologica. Depois ainda fazem caminhadas em trilhas até as comunidades. Erivam Batista, nativo que se tornou voluntário e presidente de secção na ilha Caçacueira destaca: “Vivemos distante, mas também somos Brasil”.

Na maioria das ilhas oceânicas a energia chega com motor a diesel – por causa dos gastos, os motores funcionam apenas quatro horas por noite. A esperança é que os votos tragam energia elétrica que vai favorecer, sobretudo, a atividade pesqueira no litoral. O camarão, por exemplo, ainda tem que ser cozido numa salmoura bem forte – como forma de conservação do produto, fonte de renda para a maioria dos nativos.

As urnas eletrônicas instaladas nas ilhas funcionam á base de bateria com autonomia de até quinze horas. Um modem conectado a um telefone via satélite vai permitir a trasmissão simultânea para os computadores do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília.

CADASTRE SEU E-MAIL E RECEBA AS ATUALIZAÇÕES DO SITE

Compartilhe esta postagem:

Sobre o autor | Website

Blogueiro há 11 anos da área de Educação e Concursos, já publiquei mais de 5 mil notícias neste site; Jornalista Técnico (Registro Nº 1102-MA - Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Maranhão - SRTE-MA).

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!