Custos das Eleições 2010: R$ 480 milhões

Compartilhe esta postagem:

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou que as eleições de 2010 devem custar R$ 480 milhões, o equivalente a R$ 3,56 por eleitor considerando o total de 135,8 milhões de pessoas registradas no processo eleitoral deste ano.

De acordo com o TSE, as eleições de 2010 devem custar 6,6% a mais do que o processo de 2006, que somou R$ 450 milhões. Por eleitor, entretanto, a despesa estimada pelo Tribunal é menor do que nas últimas eleições gerais. Naquele pleito, o gasto, por eleitor, foi de R$ 3,58. Já em 2002, o custo total das eleições somou R$ 495 milhões, ou R$ 4,31 por eleitor.

O Tribunal informou ainda que a dotação orçamentária autorizada para as eleições deste ano foi de R$ 549 milhões. Os gastos das eleições contemplam o transporte de urnas, o aparato tecnológico para fazer a transmissão via satélite dos votos dos eleitores, além do investimento em urnas, do gasto com lanche dos mesários e da campanha de esclarecimento ao eleitor.

LOGÍSTICA

O TSE informou que o transporte das urnas até os locais da votação, em um país com as dimensões do Brasil, é uma “operação complexa”. “Para concluir essa logística, levada a cabo pelos Tribunais Regionais Eleitorais, a Justiça Eleitoral gastará R$ 35 milhões”, informou.

TRANSMISSÃO VIA SATÉLITE

Outro investimento realizado pela Justiça Eleitoral, de acordo com o TSE, foi a aquisição de sistemas de transmissão de dados via satélite. Este aparato tecnológico, informou o Tribunal, possibilita que eleitores de locais remotos, como aldeias indígenas, cidades cujo acesso é difícil ou locais muito distantes das capitais, possam ter seus votos computados “poucas horas” após o encerramento das eleições.

URNAS ELETRÔNICAS

Neste ano, o Tribunal Superior Eleitoral informou que serão utilizadas 477 mil urnas, das quais 420 mil irão para as seções eleitorais e o restante servirá de reserva em caso de necessidade de troca por defeito ou falhas.

Em 2010, mais de um milhão de eleitores de 60 municípios espalhados por 23 estados brasileiros votarão em urnas com leitor biométricolembrou o Tribunal, ou seja, terão de comprovar sua identidade por meio de impressões digitais. A expectativa da Justiça Eleitoral é de que, até 2018, todo eleitorado do país esteja cadastrado biometricamente.

MESÁRIOS

A Justiça Eleitoral informou ainda que, nestas eleições, contará com o apoio de mais de 2,1 milhões de mesários. O gasto estimado com o pagamento do lanche dos mesários é de R$ 82 milhões neste ano, considerando a realização de primeiro e segundo turno em todo o país.

“Cada mesário receberá R$ 20,00 por turno de votação. Entretanto, se não ocorrer o segundo turno somente em alguns estados, a despesa com alimentação dos mesários pode ter uma redução de R$ 30 milhões”, acrescentou o Tribunal Superior Eleitoral.

CAMPANHA DE ESCLARECIMENTO

Com campanha de esclarecimento aos eleitores, por meio de vídeos de TV, mensagens de rádio e site na internet, o gasto estimado pelo TSE foi de R$ 4 milhões. O Tribunal lembrou que a campanha focou em temas considerados importantes, como evitar e denunciar tentativa de compra de votos, a importância de pesquisar o passado dos candidatos, as funções de cada cargo em disputa nesse pleito, a segurança do sistema eletrônico de votação, o passo a passo de como votar, a importância de levar uma “cola” no dia da votação.
________________
Referência: Portal G1.

CADASTRE SEU E-MAIL E RECEBA AS ATUALIZAÇÕES DO SITE

Compartilhe esta postagem:

Sobre o autor | Website

Blogueiro há 11 anos da área de Educação e Concursos, já publiquei mais de 5 mil notícias neste site; Jornalista Técnico (Registro Nº 1102-MA - Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Maranhão - SRTE-MA).

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!