Decretado estado de emergência ambiental no MA e outros estados

Compartilhe esta postagem:

O Ministério do Meio Ambiente decretou estado de emergência ambiental em 14 estados e o Distrito Federal por causa do grande número de focos de queimadas. Estão na lista os estados: Amapá, Amazonas, Ceará, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Roraima, Pará, Piauí, Tocantins, Bahia, Goiás, Minas Gerais e o Distrito Federal.

Com o decreto, o estados podem contratar brigadistas para combater o fogo sem a necessidade de licitação, por exemplo. A portaria com a lista foi publicada ontem (6) no Diário Oficial da União.

Levantamento do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), mostra a existência de 1.178 focos de incêndio no país hoje (7), conforme dados do satélite de referência. Do total, o maior número foi registrado em Goiás, 892. Em seguida aparecem Tocantins (288 focos), Bahia (239), Minas Gerais (203), Distrito Federal (31), Mato Grosso (17) e São Paulo (8).

Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) apontam que a temporada de queimadas no país, que começou em junho, deve seguir até novembro. O Pará é um dos estados mais atingidos. O sudeste do estado é a região mais afetada pelas queimadas no Pará, que destroem rebanhos e lavouras, além de regiões de serra e áreas de preservação. Em São Félix do Xingu, uma das cidades em que a situação é mais crítica, dezenas de focos de incêndio formam uma cortina de fumaça sobre a floresta.

Desde julho, segundo a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, 79 fazendeiros foram multados por queimadas irregulares.

Segundo o Ibama, além do Pará, os estados em que a situação é mais grave, atualmente, são Tocantins, Mato Grosso e Rondônia.

COMO DENUNCIAR QUEIMADAS

Para agilizar o combate aos focos de incêndio, o Ibama conta com o serviço da “Linha Verde”, um canal de comunicação criado para denúncias a queimadas em todo o país.

Além de denunciar por meio da Linha Verde, o cidadão deve acionar o órgão ambiental de seu estado e o Corpo de Bombeiros. É fundamental que sejam passadas todas as informações como localização, posição do incêndio, a gravidade da situação e, em caso de propriedades particulares, se possível, inclusive a identidade do proprietário. A identidade do denunciante será mantida sob sigilo.

O número é gratuito e funciona 24 horas. Para denunciar incêndios em seu estado basta ligar para 0800-61-8080 e detalhar, o máximo possível, a localização e a intensidade do incêndio. Denúncias também podem ser feitas pela internet, pelo e-mail: [email protected]

No caso de queimadas localizas às margens de rodovias, a Polícia Rodoviária Federal também deve ser acionada.

Segundo a assessoria de imprensa do Ministério do Meio Ambiente, além do Ibama, denúncias devem ser encaminhadas a órgãos ambientais estaduais e municipais, para agilizar o atendimento à ocorrência. A fiscalização dos casos de queimadas é feita pelo Ibama, segundo o ministério.

Para avisar sobre as queimadas Nacional
Ibama 0800-61-8080 – [email protected]

Telefones das Secretarias Estaduais do Meio Ambiente

AC (68) 3223-3090
AL (82) 3315-2680
AM (92) 3642-4724
AP (96) 3212-5310
BA (71) 3115 6288
CE (85) 3101-5520
DF (61) 3355-8060
ES (27) 3136-3441
GO (62) 3201-5150
MA (98) 3218-8956
MG (31) 3915-1299
MS (67) 3318-4100
MT (65) 3613-7200
PA (91) 3184-3349
PB (83) 3218-5661
PE (81) 3181-1700
PI (86) 3216-2038
PR (41) 3304-7700
RJ (21) 2334-5906
RN (84) 3232-2400
RO (69) 3216-1065
RR (95) 2121-9176
RS (51) 3288-8100
SC (48) 3029-9014
SE (79) 3179-7310
SP (11) 3133-3000
TO (63) 3218-2600

CLIQUE AQUI PARA CADASTRAR SEU E-MAIL E RECEBER AS ATUALIZAÇÕES DO CASTRO DIGITAL.

Compartilhe esta postagem:

Sobre o autor | Website

Blogueiro há 11 anos da área de Educação e Concursos, já publiquei mais de 5 mil notícias neste site; Jornalista Técnico (Registro Nº 1102-MA - Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Maranhão - SRTE-MA).

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!