Dia do ‘tripalium’ – Por Liduina Tavares*

Compartilhe esta postagem:

Buscando compreender o sentido da palavra trabalho, partilho com o leitor/internauta que etimologicamente a palavra vem do latim tripalium, de tripaliare, que significa torturar com o tripálio, aparelho formado por três pés, que serve para sujeitar e imobilizar certos animais (cavalos, principalmente) para ferrá-los.

Por sua etimologia, trabalho é atividade penosa e constrangedora, que exige um esforço doloroso. Para a maioria dos(as) trabalhadores(as) ainda o é, seja porque é cruel, pesado, desumano, ou seja por não haver uma remuneração digna pelas horas e ou pelo esforço.

O trabalho dignifica o homem. Talvez por essa nuance homens e mulheres se submetem às mais desumanas formas de exercer uma atividade produtiva.

Pior que trabalhar “duro” é continuar “duro” após o trabalho, nesse ponto de vista acho que todos concordam, pois todo(a) trabalhador(a) é digno de seu salário. Mas interessante é ter salário digno!

Para a Filosofia trabalho é atividade consciente e voluntária, pela qual o homem exterioriza no mundo fins destinados a modificá-lo, de maneira a produzir valores ou bens social ou individualmente úteis e satisfazer assim suas necessidades.

Desse conceito filosófico enchemos nossos olhos, mas falta encher a mesa do(a) trabalhador(a). O homem do campo produz o alimento que vai à mesa do rico, mas não fica em sua própria mesa. Sim, porque não só de pão vive o homem, logo é necessário calçar, vestir, lazer, educação, entre tantas outras coisas e o que é produzido no campo é atravessado para a cidade.

O homem da cidade (comerciante) compra o que é produzido no campo, vende e revende, mas em geral não fica em sua mesa, pois os impostos são altíssimos e precisam ser devolvidos ao governo.

Penso seriamente qual o conceito que melhor se aplica ao termo trabalho, se o de sua etimologia ou que é dado pela Filosofia. Chego à conclusão que o verdadeiro trabalhador está com o tripálio sobre os seus ombros.
____________________________________________

IMAGEM - Liduina Tavares

*Liduina Tavares – professora da rede estadual de ensino do Maranhão, Pedagoga, especialista em Planejamento Educacional, ex-secretária de educação de Bacabal, membro fundadora da Rede de Defesa de Direitos da Cidadania, vereadora no 1º mandato.

CLIQUE AQUI PARA CADASTRAR SEU E-MAIL E RECEBER AS ATUALIZAÇÕES DO CASTRO DIGITAL.

Compartilhe esta postagem:

Sobre o autor | Website

Blogueiro há 11 anos da área de Educação e Concursos, já publiquei mais de 5 mil notícias neste site; Jornalista Técnico (Registro Nº 1102-MA - Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Maranhão - SRTE-MA).

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!