Internet banda larga via braço humano

Compartilhe esta postagem:

Recentemente pesquisadores da Coreia do Sul usaram o corpo humano para transmitir dados via internet. Eles utilizaram o braço de uma pessoa como transmissor de internet a uma velocidade de 10 Mbps.

Os pesquisadores da Universidade da Coréia, em Seul, acoplaram eletrodos feitos de um polímero coberto de silício, mais finos que um fio de cabelo, ao braço de um paciente, com uma distância de 30 cm entre eles. Na forma de ondas eletromagnéticas de baixa frequência, os dados viajaram de um ponto a outro através da pele com mínima interferência.

A idéia é usar esta tecnologia, no futuro, para o monitoramento de dispositivos médicos implantados no corpo do paciente. Entre as vantagens estariam o baixo consumo de energia (as ondas podem ter baixa potência, já que quase não são atenuadas pelo organismo) e o processo menos invasivo. Não há previsão para comercialização da tecnologia, ainda em estágio experimental.

CLIQUE AQUI PARA CADASTRAR SEU E-MAIL E RECEBER AS ATUALIZAÇÕES DO CASTRO DIGITAL.

Compartilhe esta postagem:

Sobre o autor | Website

Blogueiro há 11 anos da área de Educação e Concursos, Jornalista Técnico (Registro Nº 1102-MA - Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Maranhão - SRTE-MA).

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!