Inclusão dos albinos na África

Compartilhe esta postagem:

A República Centro Africana é um dos países mais pobres do mundo. Mas é um exemplo para outras nações africanas na luta contra a discriminação dos albinos. Registraram-se grandes melhorias, nos últimos quatro anos.

Campanhas desenvolvidas pela Associação Nacional dos Albinos da República Centro Africana (ANACA) têm contribuido para a integração dos mesmos. A mudança de mentalidades, baseada numa maior compreensão do que é o albinismo, diminuiu a discriminação sobre os albinos. Trata-se de uma alteração genética que afeta pigmentação das pessoas. Os albinos possuem um tom de pele, cabelos e olhos brancos, o que era encarado como um fenómeno paranormal ou resultado de bruxarias por muitos, noticia a agência Syfia.

Agora, as falsas crenças deram lugar ao respeito e admiração, em algumas escolas da capital do país, Bangui. Yann-Loïck Kémba é o vice-presidente do departamento de jovens da organização. O jovem de 17 anos explica: “Todos querem ser meus amigos”. E não é o único a testemunhar a diferença. “Gosto de brincar com ele. Mesmo tendo um tom de pele diferente, não deixa de ser como eu”, afirma Pascal Yangakola, acerca de outro albino. Este discurso há apenas dois anos era impossível. Nas escolas, os albinos eram tratados de “fantasma ou descendente de sereias”, informa a mesma agência. Alguns alunos eram obrigados a desistir dos estudos e até os professores os consideravam pouco inteligentes.

Contudo, em muitos países africanos, os albinos continuam a ser objeto de violência. A ANACA foi criada em 2002, precisamente para combater os preconceitos existentes em relação à doença. Com a ajuda das Nações Unidas, tem desenvolvido inúmeras campanhas de sensibilização e seminários em Bangui. Em 2003, organizou o primeiro Dia Nacional dos Albinos a 11 de Novembro. A data é pretexto para uma divulgação mais intensa do albinismo e discriminação associada. O próximo passo é a adoção de uma lei que proteja dos direitos dessa população, nomeadamente nas instituições de ensino.
_____________________
Texto de Cristina Santos | FÁTIMA MISSIONÁRIA | Indicação do Albino Incoerente.

Castro Digital | Artigos recentes:

CLIQUE AQUI PARA CADASTRAR SEU E-MAIL E RECEBER AS ATUALIZAÇÕES DO CASTROD DIGITAL.

ACESSE TAMBÉM:
RECADO DIGITAL – Seu site de recados para suas redes sociais na web.

Compartilhe esta postagem:

Sobre o autor | Website

Blogueiro há 11 anos da área de Educação e Concursos, Jornalista Técnico (Registro Nº 1102-MA - Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Maranhão - SRTE-MA).

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!