A eterna reforma do hospital Socorrão de Bacabal

Compartilhe esta postagem:

A Prefeitura de Bacabal não cumpriu o acordo feito com o Ministério Público para entregar o pronto-socorro Socorrão reformado e em funcionamento: o prazo terminou no dia 27 de novembro.

Há quase dois anos, os serviços médicos de urgência e emergência são prestados provisoriamente no Hospital Regional Laura Vasconcelos.

A reforma só começaria em maio de 2000, com previsão de terminar em novembro do mesmo ano. Em maio deste ano, foi realizada uma audiência pública onde entidades representativas da sociedade civil e o Ministério Público cobraram providências da Secretaria de Saúde do município sobre a reforma que, naquele mês, completava um ano. Foi redigido um acordo estabelecendo o prazo de 180 dias para a realização da obra.

Terminado o prazo estipulado no acordo e o pronto-socorro continua fechado. O secretário de Saúde, Lilio “Guêga” Estrela de Sá, não se pronuncia sobre o assunto. O Ministério Público também não. O promotor Claudio Sodré não sabe qual providência deve ser tomada.

Caso o acordo não seja cumprido o município deverá ser penalizado no pagamento de multa de R$ 5 mil por dia.

Pronto-Socorro

O pronto-socorro começou no ano de 1997 quando, para se adequar ao processo de municipalização, o ex-prefeito José Vieira arrendou as instalações da Clinica Santa Joana onde passou a funcionar os serviços de um pronto-socorro. O prédio foi comprado pelo município e passou por diversas reformas e ampliações.

No mês de agosto de 2007, após uma fiscalização, a Promotoria do MP ajuizou uma Ação Civil Pública contra a Secretaria de Saúde do Municipio. O ato seguinte foi levado a efeito pelo juiz Osmar Gomes. Ele concedeu uma liminar parcial à Ação Civil impetrada pelo Ministério Público. A Ação pedia o total fechamento do Socorrão. O juiz, em seu despacho, argumentou que tal medida penalizaria a comunidade bacabalense.

O pronto-socorro passou então a funcionar parcialmente, sendo depois transferido para o Hospital Regional Laura Vasconcelos. Ainda em 2007, o governo do Estado liberou recursos financeiros para a execução da obra de reforma e ampliação. Os valores nunca foram divulgados pelo município.

Fonte: PortalAmazonia.com.

ACESSE TAMBÉM:
RECADO DIGITAL – Seu site de recados para suas redes sociais na web.

Compartilhe esta postagem:

Sobre o autor | Website

Blogueiro há 11 anos da área de Educação e Concursos, já publiquei mais de 5 mil notícias neste site; Jornalista Técnico (Registro Nº 1102-MA - Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Maranhão - SRTE-MA).

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

1 Comentário

  1. Anônimo disse:

    A gente, fala serio! isso é uma tremenda falta de respeito para com a comunidade bacabalense. Já deveriam ter tomado alguma providência sobre isso, pois já tem mais de ano e a população não tem se quer uma explicação das autoridades.
    Mas pensando bem, foi a população quem escolheu passar por isso, agora estão pagando pelo voto que deram perdido achando que estavam escolhendo o melhor p/ Bacabal, escolheram o pior dos piores.