Dicas para não pagar mico no Orkut

Compartilhe esta postagem:

Seja no Orkut, MySpace, Facebook ou em outra rede social, é bem provável que você já esteja cadastrado em um desses sites de relacionamento, contatando amigos, trocando mensagens, exibindo fotos e divulgando seus gostos. Apesar da facilidade em criar e alimentar esses perfis, basta dar uma volta pelo Orkut para perceber que muitos usuários erram a mão na hora de divulgar sua imagem virtual.

As evidências dos equívocos estão, por exemplo, naquela foto em que o usuário aparece refletido no espelho do banheiro, na sequência de imagens que mostra a bebedeira do último churrasco, na péssima frase do “quem sou eu” ou na escolha de comunidades, digamos, inapropriadas.

Para evitar que você pague micos nas redes sociais – e por uma dessas infelicidades acabe parando em sites que colecionam pérolas do Orkut-, aqui estam algumas dicas para fazer bonito nos sites de relacionamento.

Para um perfil ser considerado descolado, o que ele deve ter obrigatoriamente?
1) Boas fotos, separadas de maneira organizada (balada, meus amigos, viagem de ano novo, por exemplo) e sempre atualizadas. Mas não vá exagerar, porque ninguém quer passar 15 minutos nos álbuns nem ver um monte de fotos parecidas.

2) Comunidades bem escolhidas, afinal elas revelam a sua personalidade. As bandas do momento, os lugares bacanas que você frequenta e nada de comunidades bregas, porque elas acabam com a reputação!

3) Outra boa ideia é manter seu scrapbook organizado, deletar as propagandas e aqueles recados ctrl c+v (copiados e colados).

4) Nada de excesso de joguinhos e outras coisinhas na página principal, porque acaba sendo poluição demais.

5) Seja você mesmo e fuja do modismo é o caminho para ter um perfil “cool”.

Que tipo de informação ou imagem jamais pode aparecer num perfil de rede social?
Jamais revele seu endereço. Muita gente coloca o telefone, porque usa o Orkut para arranjar trabalho. Mesmo assim, quem realmente tiver interesse pode muito bem contatar por e-mail.

Antes de publicar qualquer foto, recomendo que pense bem se ela pode ser vista por qualquer pessoa. E qualquer pessoa inclui chefe, colegas de trabalho, colegas de escola/faculdade, família, professores e até mesmo tarados e assaltantes.

Menores de idade devem tomar ainda mais cuidado e não entrar em comunidades que revelem os lugares que frequenta (especialmente escola), para evitar a possibilidade de sequestro. Melhor se prevenir do que remediar.

O que não pega bem?
Frases manjadas no “quem sou eu”, tais como: “sua inveja faz minha fama”, “a força da sua inveja é a velocidade do meu sucesso”, “pedras no caminho? Guardo todas, um dia vou construir um castelo”, “quem se descreve se limita”, “gostou??? Pega senha!!!”, “me odeia? Tente me superar” e “só add quem conheço”.

Outra coisa que não pega bem é colocar no próprio livro de recados a frase “scrap lido, respondido e apagado”. Se a pessoa quer ler, responder e apagar, precisa deixar avisado para quem vai enviar um recado?

Também entra para a lista do que não se deve fazer participar de jogos em comunidades do tipo “beija ou passa”, “tente escrever seu nome com o cotovelo”, “o que você acha da pessoa acima” e “chuta ou leva pra casa”. E um futuro empregador pode não gostar de encontrar um candidato em comunidades como “a preguiça mata? Morri”, “odeio trabalhar”, “odeio acordar cedo”, “bebo até cair” e “odeio meu patrão”. Podem ser fatores negativos na hora de uma possível contratação.

No álbum de fotos, pega mal colocar imagens feitas com o celular, em que a pessoa aparece em frente ao espelho do banheiro, do elevador e do quarto, por exemplo. Custa pedir para alguém bater uma foto sua? Aquelas imagens com pessoas fazendo biquinho e o V da vitória também são super clichês.

Clique aqui e veja alguns micos do orkut.

Adaptado de G1 Tecnologia.

Compartilhe esta postagem:

Sobre o autor | Website

Blogueiro há 11 anos da área de Educação e Concursos, já publiquei mais de 5 mil notícias neste site; Jornalista Técnico (Registro Nº 1102-MA - Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Maranhão - SRTE-MA).

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

2 Comentários

  1. Andressa (Lady Sixties) disse:

    Olá! Adorei esse texto! Mas não entendi uma coisa: O que seria "comunidades bregas"?

    bjs

  2. Raimundo de Castro disse:

    @Andessa,

    são comunidades que de certa forma discriminam e usam de preconceito para com os outros, dentre outras.