Eis os pilares que engrandecem o trabalho do professor: doar, edificar, conscientizar, nortear, mediar, fomentar, formar e “cidadanizar” – Por Cristiane Lopes*

Compartilhe esta postagem:

No dia 15 de outubro é comemorado o Dia do Professor, um profissional ridicularizado economicamente pelo salário pífio que recebe e socialmente por sua profissão ser tida como inferior, sendo ainda submetido a trabalhar em condições insalubres com a crônica ausência de infraestrutura que a educação pública nacional concebe.

► COMPARTILHE NO FACEBOOK

► COMPARTILHE VIA WHATSAPP

Entretanto, esse enredo não desanima os professores, já que ser professor jamais será uma profissão menos respeitável e admirável que as demais, pois, ser professor é:

Ser um doador de esperança aos alunos que vivem esquecidos pelas políticas públicas nacionais.

É salvar uma vida. Sim, eu disse salvar uma vida! Um professor tem a possibilidade real de salvar vidas através da educação que, de fato, é o meio mais propício para superar os obstáculos e vencer na vida.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

É edificar a composição e a realização de sonhos pessoais e profissionais.

É conscientizar alunos acerca de seus direitos e deveres enquanto cidadãos.

É nortear e mediar o ensino-aprendizagem para que seus alunos adquiram conhecimento e subsídios educacionais.

É fazer o papel que na maioria das vezes os pais, o governo e a sociedade não fazem.

No entanto, acima de tudo, ser professor é fomentar a formação um cidadão, que possa não apenas se realizar enquanto profissional, mas que também consiga intervir e transformar a sua realidade social, até porque esta só irá obter melhorias quando a sociedade estiver permeada por cidadãos conscientes e que saibam exercer seu papel social.

Por isso, não ridicularize a profissão de professor, não o subestime, pois ele teve, tem e sempre terá contribuição crucial na composição do que você é e do que virá a conquistar.

E a você, caro professor, continue a “cidadanizar” seus alunos e tenha certeza que profissão mais bonita não há, mesmo porque nada é mais gratificante do que ser um profissional doador, edificador, capaz de conscientizar, nortear, mediar, fomentar, formar e “cidadanizar” as pessoas.

Gostaria de aproveitar a publicação deste artigo para homenagear todos os professores que passaram pela minha jornada estudantil e ainda agradecer profundamente aos que tiveram uma contribuição maior dentre todos, são eles:

► Professor Dr. Josimar Porto, pelos ensinamentos gramaticais, redacionais, literários e principalmente por me fazer descobrir o amor pelos escritos. Gratidão eterna!

► Professor Germeson, por me levar a amar a disciplina de História.

► Professor Gilmar Reis, que compreendeu um momento difícil pelo qual passei e também por ser um profissional alegre e motivador.

► Professor Vilmar Martins, que na minha caminhada acadêmica tem sido o melhor professor a contribuir para minha aprendizagem e admiração pela profissão. Obrigada!

► Professora Silvia Matos, que é como uma mãe motivadora a todos os acadêmicos de Pedagogia do 7º período CESB-UEMA.

________________________

*Cristiane Lopes é acadêmica do 7º período do curso de Pedagogia- CESB/UEMA.
“Educadora enquanto profissão, Psicóloga de coração e Escritora por amor.”

Compartilhe esta postagem:

Sobre o autor | Website

Blogueiro há 11 anos da área de Educação e Concursos, Jornalista Técnico (Registro Nº 1102-MA - Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Maranhão - SRTE-MA).

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!