Bancários em greve a partir de 30 de setembro, como pagar as contas?

Compartilhe esta postagem:

Bancários de todo Brasil decidiram entrar em greve a partir desta terça-feira, 30 de setembro de 2014, após fracassarem as negociações entre a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf) e a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). Como pagar as contas com os bancários em greve?

Compartilhe no Facebook

Entre as principais exigências, os bancários querem reajuste salarial de 35%, Participação nos Lucros e Resultados (PLR) de 25% do lucro líquido linear dos bancos, reposição de perda salarial, isonomia, novas contratações, respeito à Lei das Filas, fim das metas, consideradas abusivas, combate ao assédio moral e isonomia de direitos para afastados por motivo de saúde. e outras pautas.

De acordo com o Sindicato dos Bancários do Maranhão (SEEB-MA), a greve é uma resposta à intransigência dos banqueiros e do Governo Federal, que, segundo a classe, ignoram todas as exigências dos funcionários dos bancos. Na última negociação, em São Paulo, os bancos elevaram o reajuste nos salários de 7% para 7,35%, enquanto o aumento do piso da categoria foi de 7,5% para 8%. O reajuste não foi considerado satisfatório pela categoria, considerando o lucro de R$ 28,5 bilhões que as instituições financeiras recolheram, juntos, no primeiro semestre deste ano. Além disso, a classe alega que o piso salarial vigente está desvalorizado.

COMO PAGAR AS CONTAS COM OS BANCOS EM GREVE?

As contas de água, luz, telefone, internet, financiamento, impostos, entre outras, que estiverem dentro do prazo, poderão ser pagas pelos canais alternativos do banco: auto-atendimento, aplicativos por celulares, telefone, internet. Mesmo os bancários em greve, alguns funcionários trabalham normalmente.

De acordo com o gerente do Procon do Maranhão, Kleber Moreira, os consumidores que forem pagar suas contas e não tiverem medidas viáveis para o pagamento, pode registrar o atendimento junto ao Procon, na empresa para quem deve ou pela internet.

“O consumidor não pode sair lesado. Certo que a obrigação do consumidor é pagar suas contas, no caso da greve, o fornecedor obrigatoriamente precisa disponibilizar alternativas para o pagamento da conta. O que não pode é o fornecedor querer cobrar juros e não dá outros meios de pagamentos do débito”, disse o gerente.

O gerente ainda deixou claro que os consumidores que se sentirem lesados podem reclamar por dano moral ao Procon. No entanto, antes disse, o cliente obrigatoriamente deve procurar a empresa para quem deve e pedir forma alternativa para pagar sua conta. Ao fazer isso, deve anotar protocolo, bem como data, hora e nome do funcionário que o atendeu.

LISTA DE CANAS ALTERNATIVOS AOS BANCOS E SERVIÇOS QUE OFERECEM

Caixa eletrônico: pagamentos de contas não vencidas, saques, depósitos, transferências, bloqueio e desbloqueio de cartões;
Correspondente bancário (farmácias, correio, lotéricas): pagamentos de contas não vencidas, depósitos, bloqueio e desbloqueio de cartões;
Telefone: pagamentos de contas não vencidas, transferências, bloqueio e desbloqueio de cartões;
Internet: pagamentos de contas não vencidas, transferências, bloqueio e desbloqueio de cartões.

Compartilhe esta postagem:

Sobre o autor | Website

Blogueiro há 11 anos da área de Educação e Concursos, já publiquei mais de 5 mil notícias neste site; Jornalista Técnico (Registro Nº 1102-MA - Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Maranhão - SRTE-MA).

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!