Presos serão vigiados por tornozeleira eletrônica

Compartilhe esta postagem:

Uma tornozeleira eletrônica vai vigiar os cerca de 3 mil detentos que saem todos os dias da prisão para trabalhar. O contrato com consórcio vencedor da licitação para monitorar até 4,8 mil presos, do regime semiaberto, por meio de tornozeleiras em São Paulo deve ser assinado em 30 dias. O preço do novo esquema de segurança será de R$ 41 milhões, a serem gastos durante os 30 meses do contrato.

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) pretende manter sob controle o número máximo de presidiários previsto (4,8 mil) somente nas cinco saídas anuais de presos para a visita de parentes, por enquanto. O Estado seria o primeiro a monitorar os detentos que saem diariamente das prisões. Por ano, cerca de 5 mil deles não voltam para as cadeias e se tornam foragidos em São Paulo. Se o detento romper o lacre da pulseira, um alarme vai disparar e a polícia será avisada. O preso que cometer a infração volta ao regime

CLIQUE AQUI PARA CADASTRAR SEU E-MAIL E RECEBER AS ATUALIZAÇÕES DO CASTRO DIGITAL.

Compartilhe esta postagem:

Sobre o autor | Website

Blogueiro há 11 anos da área de Educação e Concursos, Jornalista Técnico (Registro Nº 1102-MA - Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Maranhão - SRTE-MA).

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!