Bacabalense é morta na Espanha

Compartilhe esta postagem:

Quando criei esse site meu intuito era postar sobre tecnológia e fatos que acontecem em Bacabal, cidade onde moro, sendo que mais tecnológia e de Bacabal só fatos mais relevantes. O que vou postar agora é algo que eu não gostaria que acontecesse com ninguem aqui de Bacabal e nem de nenhum lugar, mas infelizmente esse desejo não está a ponto de ser controlado por min.

Todo ano centenas de pessoas saem do Brasil com destino a outros paises na esperança de conseguir melhores recursos financeiros.

Eis o que aconteceu com a bacabalense Maria Socorro da Silva, 26, que foi assassinada no dia 11 de fevereiro em Ourense, cidade (foto) com 113 mil habitantes que fica a noroeste da Espanha.

Maria era uma das mulheres românticas que acreditam em declaração de amor feita em chat. Muitas pagam caro por isso, mas Mari Brasil, como era conhecida na Espanha, pagou com a sua própria vida.

Ela conheceu pela internet um espanhol e se apaixonou. Em dezembro de 2008, foi para Ourense encontrar-se com o Ramón F.A., 48. Mas ele, casado e pai de um filho, não quis assumi-la.

O namoro terminou depois das festas de Natal, e ela continuou na Espanha – não se sabe por que, se tinha esperança de reconquistar Ramón ou se decidiu iniciar nova vida na Espanha. Ou ainda oporque não tinha condições de voltar para o Brasil.

A amiga dela falou à polícia que Maria não voltou ao Brasil porque o seu ex-namorado tinha ficado com o seu passaporte. Pode ter sido isso, já que ela era prostituta e os cafetões sempre dão um jeito de prender suas mulheres (prostitutas que controlam) e fazer com que elas fiquem no país dando lucros.

O fato é que Maria se transformou em Mari Brasil, mais uma prostituta brasileira no exterior. A espanha é um países com um doa maiores índices de prostitutas brasileiras.

O corpo dela foi encontrado na tarde de quinta, 26 de janeiro, na lama de um rio.

Na sexta, o site do El País, relata: “Maria Socorro, brasileira recém chegada a Espanha, em apuros que a levaram à prostituição, desapareceu há 15 dias em que ninguém desse pela sua falta, com exceção da sua companheira de apartamento”.

A polícia prendeu Ramón, que já estava sendo investigado como suspeito, na tarde daquela sexta quando ele ameaçava se suicidar, jogando-se de uma ponte. Antes ele avisou sua mulher em mensagem pelo celular – foi ela quem chamou a polícia. É possível que, por isso, ele de fato não quisesse se matar.

Ramón disse à polícia que não tinha intenção de matar a brasileira quando lhe atingiu com um objeto cortante. Pode não ser verdade, porque no corpo de Maria foram encontradas duas perfurações em um pulmão e marcas no pescoço de um suposto estrangulamento. É de se pressupor que ninguém mata por acidente com tanta violência.

Ramón confessou ter jogado o cadáver no rio, o mesmo no qual ele faria dias depois a tentativa de suicídio.

Quando saiu do Brasil para se encontrar com quem achava que fosse o grande amor de sua vida, Maria deixou para trás uma filha pequena.

Maria era aqui de Bacabal, mas antes de ir para Espanha estava morando em Goias. Ontem vi a mãe dela dando entevista na emissora de tv local com a filha de Maria no colo. A mãe já tinha ido visitar a filha em Goias e disse que o sonho da mesma era trabalhar e comprar uma casa. Segundo a mãe, maria ligava toda semana mas de repente parou de ligar, foi aí que aconteceu sua morte.

Você certamente já viu essa notícia em diversos outros sites/blogs/jornais não é? Mas você sabia que ela era aqui de bacabal? Parece que só quem mora aqui sabe. O resto da imprensa do mundo não sabe e nem se interessa em saber. Ao contrário do caso da brasileira que foi supostamente agredida na Suíça. Não saía da mídia. Isso porque ela tinha influência, era rica. Mas Maria era apenas uma prostituta que caiu nessa por sentimentos românticos e pelo desejo de comprar uma casa para morar.

Compartilhe esta postagem:

Sobre o autor | Website

Blogueiro há 11 anos da área de Educação e Concursos, já publiquei mais de 5 mil notícias neste site; Jornalista Técnico (Registro Nº 1102-MA - Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Maranhão - SRTE-MA).

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

2 Comentários

  1. Unknown disse:

    nossa isso é chocante, sber que uma conterranea minha foi morta bem loge de sua cidade

  2. Anônimo disse:

    sinceramente vc pode até pensar em conhecer a Socorro mas só quem conviveu com ela e acima de tudo a conheceu sabe fala dela e tenho certeza q essa sua informaçao a respeito da mesma naum procede(prostituta)bem é só pra vc ficar ciente naum precisa publicar